Home Serviços Dicas Contatos

Quando o assunto é carrapato todo cuidado é pouco. Estes parasitas são capazes de infestar as mais diferentes espécies de animais (répteis, anfíbios e mamíferos), inclusive cães, gatos e seres humanos, provocando uma série de doenças, algumas fatais. “Uma das mais temíveis é a febre maculosa, enfermidade até há pouco tempo desconhecida, mas que vem sendo mais diagnosticada, principalmente em áreas onde as pessoas têm contato freqüente com animais e com o vetor da doença: os carrapatos”, explica Luiz Luccas, diretor da área de Animais de Companhia da Merial Saúde Animal.

Considerada uma zoonose (transmissível do animal para o homem), a febre maculosa é uma doença aguda causada pela bactéria Rickettsia rickettsi. No Brasil, o principal transmissor da doença é o carrapato Amblyomma cajennense, mais conhecido como carrapato-de-cavalo ou carrapato-estrela. Nos seres humanos, a doença causa mais freqüentemente febre, manchas na pele e debilitação progressiva, podendo levar à morte. Nos animais (cães e gatos), causa febre hemorrágica e anemia, além de inchaço ou edema dos órgãos, queda da pressão arterial (hipotensão) e falência grave do sistema circulatório (choque). Na maioria das vezes esse quadro leva o animal à morte. O proprietário de animal de estimação deve ficar atento às infestações. A melhor maneira de prevenção é a utilização de um produto carrapaticida seguro que mate os carrapatos rapidamente, minimizando o risco de transmissão da febre maculosa.

A febre maculosa é perigosa, mas não a única doença provocada pelos carrapatos. A babesiose canina é causada por um protozoário (Babesia canis) capaz de causar infecção dos glóbulos vermelhos dos cães e anemia grave. Ela é transmitida por várias espécies de carrapatos, dentre eles o Rhipicephalus sanguineus. Outra doença importante é a erliquiose canina. Além de transmitida pelos carrapatos, esta infecção causada por uma bactéria que vive obrigatoriamente dentro das células dos cães causa um tipo de infecção crônica, na maioria das vezes, de difícil diagnóstico e tratamento.

Segundo o médico veterinário Leonardo Brandão, Gerente Técnico da área de Animais de Companhia da Merial Saúde Animal, não há vacinas contra

Febre maculosa, grave zoonose transmitida por carrapatos aos cães, gatos e seres humanos e que pode levar à morte

estas doenças. Assim, a prevenção deve ser feita pelo controle da infestação por carrapatos. Ou seja, eliminando o vetor da doença.

Outra enfermidade importante é a doença de lyme, transmitida principalmente por ninfas do carrapato Ixodes scapularis (nos Estados Unidos) e Ixodes ricimus (Europa). Nos seres humanos pode haver ainda o surgimento de lesões eritematosas na pele (avermelhadas) que evoluem de forma centrífuga do local da picada do carrapato. No Brasil, a única forma de prevenção é o controle dos carrapatos.

Rua Alberto Leal, 551 • Pq Jabaquara • São Paulo/SP • Tel.: 5584 0707

Horário de atendimento:

Seg à Sex das 8h30 às 17h00 • Sáb das 8h30 às 13h00